Alexandre Aschenbach

Por trás das imagens


img_012_001.png

Encontramos várias imagens na internet que tratam de ilusão de ótica.

São imagens que aguçam a nossa imaginação, que nos fazem buscar algo que está escondido. E nós buscamos, tentamos encontrar pelo desafio de achar algo novo, algo diferente.

Da mesma forma o dia-a-dia nos traz situações que escondem algo. Nem sempre enxergamos tudo na primeira tentativa.E nem sempre nós procuramos o que está escondido, seja por falta de tempo, seja por arrogância, seja por pura falta de interesse ou até de capacidade.

Quais as consequências de não procurarmos o que está escondido? Qual o resultado de reagirmos sem, antes, verificar o que realmente está acontecendo?

Mas... e se buscarmos fantasmas? Como identificá-los?

E como tornar essa prática um hábito? Como procurar a realidade atrás dos fatos?

Esse é um grande desafio que podemos superar, procurando o que há por trás das imagens.

Nós interagimos diariamente com dezenas, às vezes centenas de pessoas.

img_012_002.png

Cada uma dessas pessoas tem a sua individualidade. Essa individualidade é muito mais abrangente do que podemos imaginar, pois engloba tudo, tudo mesmo que diz respeito ao ser humano. Os assuntos mais polêmicos são os que nos lembramos mais, tais como religião, esportes e política, mas temos de enxergar além. A individualidade de cada um passa pelo gosto pessoal de alimentação, vestuário, objetos em geral, cores, sons, textos, lugares e... pessoas! Isso, nós mesmos somos objeto do gosto pessoal de cada um!

E as pessoas expressam essa individualidade de diversas formas. Ao falar, ao escrever, ao trabalhar, ao andar, ao escolher com quem conversar, durante suas conversas, etc. As vezes conseguimos identificar um gosto de forma fácil, outras vezes não. Na maioria das vezes isso não nos importa ou ainda não aguça nossa curiosidade.

Mas deveria.

Principalmente se queremos melhorar nosso relacionamento com as pessoas. Não há outra forma de interagir com sucesso se não enxergarmos por trás das imagens.

Relacionamentos são melhorados ou piorados muitas vezes por uma falha de interpretação. Não podemos eliminar

todas as falhas, não podemos garantir que não erraremos em nossa interpretação, mas podemos tentar não errar. E isso só com muita prática.

Primeiro precisamos identificar as situações que nos interessam porque, se assim não fizermos, acabaremos por nos tornar "analistas", analisando tudo e todos, o que também não é bom.

Em segundo lugar precisamos identificar as situações que são importantes para nós, para o nosso meio e para os outros. Há momentos que não são importantes para nós mas influenciarão muito na vida da outra pessoa. Ignorar esse momento pode causar prejuízos aos nossos relacionamentos de forma irremediável. Também há momentos que influenciarão na vida de nossa família, de nossa rua, bairro ou empresa. E esses momentos também são importantes. Precisamos entender o que realmente acontece por trás das imagens que nos surgem em todas essas situações.