Alexandre Aschenbach

Mudar é fácil


img_025_001.png

É isso mesmo, mudar é fácil, você não leu errado não.

Quase todas as mudanças ocorrem sem que sejamos consultados, sem que nos perguntem antes se estamos ou não preparados. Mudar, portanto, é fácil, difícil é mudar sem consequências funestas para nós.

Mas como fazer isso?

Antes de tudo precisamos encarar que a mudança é algo que vai acontecer, que tudo muda, seja no trabalho, na escola, nas amizades, na família, enfim, tudo muda em um momento ou outro.

Depois precisamos nos preparar para encarar as mudanças de forma positiva. Normalmente enxergamos as mudanças com desconfiança, com dúvidas ou até com um pessimismo permanente, que já é praxe. Então o primeiro passo para que a mudança não nos atinja de forma negativa é absorvê-la, digerí-la e então descobrir o que há de bom, quais as oportunidades, quais os caminhos que foram abertos com a mudança, o que poderemos fazer agora que não podíamos anteriormente.

img_025_002.png

Tudo tem dois lados, mas precisamos focar o lado positivo, precisamos encontrar as oportunidades que se apresentam quando ocorrem as mudanças. Quando dizem que há males que vem para bem, isso depende muito mais do que fazemos do que efetivamente da mudança proposta ou ocorrida.

Por outro lado há mudanças para as quais devemos estar preparados. Normalmente são mudanças que, antes de se concretizarem, dão "sinais". Para essas, é nossa obrigação nos preparar.

Normalmente os sinais são claros e estão presentes em nosso dia a dia, basta deixarmos de olhar apenas para o nosso próprio umbigo e "ventilar", "olhar para fora", que enxergaremos os sinais de mudança.

Estar ciente de que as mudanças irão acontecer, prestar atenção aos sinais que indicam uma mudança futura e nos preparar para as mudanças são os únicos pontos importantes para não sermos pegos de calças curtas.

E hoje, você vê alguma mudança pela frente? Então prepare-se e busque, desde já, as oportunidades que elas trarão!